[1]
G. Britz, “Livre desenvolvimento da personalidade (Art. 2 I 1 da Lei Fundamental da Alemanha): promessa constitucional entre ingenuidade e temeridade?”, DFJ, vol. 15, nº 45, p. 23–43, mar. 2022.